• Inês Tavares

(Falsos) Alimentos vazios II – Barras de cereais


A propósito do último artigo (Alimentos vazios - A comida não é só energia), uma seguidora questionou-me sobre o facto de não ter incluído as barritas de cereais no grupo de alimentos vazios, já que também são pouco saciantes e sem aparente interesse nutricional. O motivo é apenas um: as barras de cereais, nas suas múltiplas opções, não são de todo um alimento vazio porque têm bastante açúcar e um elevado aporte energético.


Estes alimentos foram inicialmente comercializados sob a forma de barras energéticas para determinados desportistas que precisam de um alimento de digestão fácil e de consumo rápido e prático. A ideia é fornecer muita energia num pequeno volume, ou seja, muitas quilocalorias. É naturalmente um alimento açucarado porque se destina a um público que precisa de hidratos de carbono de absorção rápida.


Como em tantos outros alimentos, há alguns anos a indústria aproveitou a deixa resolvendo promover o consumo de barras de cereais como snack junto da população em geral, e pior, como snack “saudável”! Surgiram múltiplas opções no mercado, vendendo-se a ideia que um alimento à base de cereais, sementes e frutos secos, é por isso "saudável". As alegações nutricionais são variadas: “cereais integrais”, “rico em fibra”, “sem açúcar adicionado”, “enriquecido em vitaminas”, etc. Só que este snack “saudável” pode atingir umas épicas 538 kcal por 100 g de produto! Além de cereais, sementes e frutos secos, estes alimentos contêm frequentemente sacarose, chocolate, mel, coco, frutose, xarope de glucose e outras expressões que significam apenas AÇÚCAR. Não sendo um veneno, é necessária muita prudência no total ingerido diariamente.


Na minha pesquisa, encontrei barras entre 75 e 233 kcal por unidade, sendo que a maioria situa-se entre as 90 e as 150 kcal. Um iogurte sólido magro ou natural ronda as 50 kcal. 1 Maçã possui aproximadamente 60 kcal. Meia bola de pão de mistura com uma fatia de fiambre tem cerca de 90 kcal.


A menos que seja desportista e/ou tenha intenção de consumir alimentos energéticos ricos em hidratos de carbono de absorção rápida, pode estar a ingerir açúcar de forma dissimulada.


Pense na sensação de saciedade quando come uma barra de cereais e quando come meia bola de pão. Se lanchar uma barra de cereais, consome um alimento energético, mas pouco saciante, sendo provável que venha a repetir o lanche algum tempo depois. Se a consumir como snack entre refeições, ingere um alimento bastante calórico semelhante a chocolates ou bolachas. É neste contexto que alimentos vazios como gelatinas e bolachas de arroz ou milho podem ser consumidos e não em substituição de lanches.


Deve consumir cereais, sementes e frutos secos pela sua inquestionável riqueza nutricional, mas faça-o ao "natural" no leite, no iogurte, ou simplesmente como snack na quantidade adequada às suas necessidades energéticas e nutricionais.


Consulte sempre o rótulo e a tabela nutricional e seja crítico na escolha.

152 visualizações

Copyright © 2020 | Inês Tavares - Nutricionista - 1575N | Todos os direitos reservados